A anatomia do cabelo

A estrutura e ciclo de crescimento do cabelo é um processo fascinante e iremos explorar a fase de desenvolvimento do cabelo neste artigo.

O pelo é gerado dentro da pele a partir do folículo capilar ou bolbo capilar. O pelo varia consideravelmente no corpo e, em algumas zonas como as pestanas, não são projectados além dos folículos que o contém.

No couro cabeludo, o perfil ou secção transversal de hastes capilares individuais resultam em diferentes tipos de cabelo (ver imagem Diferenças no Perfil do cabelo). Por exemplo, uma secção transversal redonda normalmente resulta em cabelo liso enquanto uma secção transversal oval ou achatada resulta em cabelo com ondulação ou encaracolado. É a forma, dimensão e curva do folículo que determina o perfil de cada cabelo.

O folículo é uma extensão da epiderme na derme da pele. Quando dividido, consiste numa camada dérmica exterior e numa camada epidérmica interior. A base do folículo de cabelo é moldada na papila onde cresce. Algumas células que ocorrem a este nível contêm grânulos de pigmento, o que dá a cor natural ao cabelo, e estas são denominadas melanócitos. Esta área de produção de células é normalmente designada por matriz do cabelo.

  1. Ligeiramente acima, em direcção ao bolbo capilar, existe uma zona conhecida como zona de queratinização (ver imagem Secção transversal com estrutura celular do cabelo). Aqui, a queratina é "injectada" para as células do cabelo, tornando-as por fim duras e secas.

  2. A papila é uma pequena elevação em forma de cone na base do folículo capilar. As artérias e veias estão ligadas à papila, fornecendo sangue e nutrientes e eliminando resíduos. O bolbo capilar é formado à volta da papila (ver imagem Secção transversal com papila).

  3. A camada dérmica exterior é dividida em três camadas distintas; a mais externa é uma camada densa de tecido conjuntivo na qual as veias sanguíneas e terminações nervosas se encontram. A camada intermédia consiste numa camada de células fusiformes; por fim, a camada interior é quase uma membrana e de aspecto vítreo.

A camada epidérmica que envolve o próprio pelo designa-se por bainha radicular. Esta é dividida em bainha exterior e bainha interior que se encontra junto da delicada cutícula capilar (ver imagem Secção transversal com região dérmica do bolbo capilar). As células na cutícula da bainha interior encontram-se em camadas, encaixando-se nas escalas em camadas superiores da cutícula capilar. A bainha da raiz interior tem duas camadas: a camada de Huxley formada por células mortas, achatadas e nucleadas e a camada de Henle, composta por células oblongas sem núcleo visível.

O próprio pelo tem um núcleo central designado por medula (ver imagem Secção transversal com folículo capilar). Dentro da camada da pele, este é líquido e contem frequentemente bolhas de ar. Envolvendo a medula encontra-se o córtex, células oblongas que formam a principal estrutura fibrosa e resistência capilar. Os grânulos de pigmentos podem ser encontrados nos pequenos espaços entre estas células. Conforme as células do córtex se movem em direcção à camada externa do pelo, tornam-se finas e em escala, formando a cutícula da haste capilar.